Publicado em Sem categoria

Comendo com o nariz!

Olá pessoal!

             Imagine só, você chega em casa depois de um dia exaustivo morrendo de fome, quando você abre a porta, sente aquele cheirinho de pizza!! Hum, que maravilha! Sua boca começa a salivar, a imagem da pizza se forma na sua cabeça e de repente você se sente simplesmente feliz!

               Pois é, se pararmos para pensar, o olfato acaba sempre desencadeando a maioria das emoções, e por isso vamos falar mais um pouco sobre ele, o que você acha? Continue comigo para descobrir mais algumas peculiaridades sobre nosso amado e tão necessário olfato!

1

 

  1. Por que sentimos melhor uma fragrância quando farejamos?

            Segundo uma investigação publicada na revista Nature Neuroscience, isso se deve ao fato de as células do epitélio olfativo serem sensíveis à estimulação mecânica, de modo que a ativação é superior quando o ar entra através de sucessivas inalações. Isso significa que nosso nariz ativa o modo mais eficiente quando farejamos como os animais.

2
Imagem: Marcella Andreoli Coser

 

  1. Como se mede a intensidade do aroma?

             A unidade é o olf, que equivale à emissão média de um adulto que trabalhe de forma sedentária e tome banho 0,7 vezes por dia. Por exemplo, um desportista pode exalar até 30 olfs.

 

  1. O que notamos antes, o cheiro a rosas ou o de peixe podre?

            O sistema olfativo reage com maior rapidez aos estímulos que representam uma ameaça. No caso concreto, o tempo de resposta do cérebro perante o pivete do peixe em mau estado é de 1,3 segundos, enquanto demoramos 1,7 segundos a detectar o perfume de laranjas ou rosas.

l
Foto: Marcella Andreoli Coser
  1. Por que somos mais sensíveis aos cheiros quando temos fome?

                 Deve-se à grelina, um hormônio segregado no estômago vazio. Estimula tanto o apetite como o armazenamento de gorduras, mas também aumenta a capacidade do olfato para detectar eflúvios de alimentos.

4
Imagem: Somemes

 

  1. Qual é o pior cheiro do mundo?

                Embora seja difícil estabelecer um ranking, a maior parte dos especialistas concorda em assinalar que o mercaptano (ou tiol, um composto de enxofre proveniente da matéria em decomposição) exala um odor fétido sem igual. Os que já tiveram o duvidoso privilégio de o cheirar em estado puro comparam-no ao odor de ovos podres ou de meias muito usadas.

5
Imagem: Anglotopia
  1. Cheiramos enquanto dormimos?

                   Os estudos indicam que aromas que o nosso nariz detecta enquanto descansamos podem modificar o teor dos sonhos, ou mesmo produzir pesadelos, se forem suficientemente insuportáveis.

6
Imagem: Recreando Blogspot
  1. É possível identificar doenças através de odores?

                  A associação entre determinadas doenças e o odor que elas provocam no hálito, no suor ou na urina é antiga como a prática da medicina. Na Grécia antiga, Hipócrates já cheirava a boca dos pacientes para identificar desequilíbrios no organismo, costume que se disseminou na Idade Média.

7
Imagem: Blog do Dino Adestrador

                    Embora tenha se tornado arcaico no século XX, esse procedimento nunca foi totalmente abandonado pelos médicos e, agora, ressurge amparado nos avanços da tecnologia. O objetivo de pesquisas como a do Monell Center é, no futuro próximo, desenvolver máquinas que funcionem como narizes eletrônicos no diagnóstico de doenças. Em muitos casos, esses equipamentos poderiam substituir procedimentos invasivos, como as biópsias.

Espero que tenham gostado do tema! Fiquem ligados no próximo post!

 

Obrigada pela visita, até mais!

 

Beijos,

Cella

 

 

 

Anúncios

Autor:

Ola, sou Marcella, tenho 25 anos, formada em química pela UFSCar e em técnica de alimentos pela Etec Rubens de Farias. Adoro fotografia, viagens, leitura, inovação, tecnologia, e acima disso tudo, Química, seja na cozinha, no cabelo, em produtos, enfim, a química está em tudo! A fé em Deus é o sentimento mais bonito que existe em mim e espero que o conteúdo do blog possa somar em sua vida ;) Obrigada por sua visita, volte sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s