Publicado em Química na cozinha

Só uma pitada – Como o sal intensifica sabores

Olá pessoal, tudo bem?

     Hoje vamos falar sobre mais uma curiosidade sobre comida. Porque a boca foi feita para “cumê”, não é mesmo?

1.png
Fonte: bocafoifeitaparacomer.com.br

     Vocês já reparam que o sal, além de deixar alimentos mais salgados (óbvio :P) ainda intensifica outros sabores? Algumas vezes, temos inúmeros componentes em um prato, cada um deles tem seu sabor, mas se falta sal, dizemos que está insosso, como comida de hospital. Claro que a percepção está condicionada aos hábitos alimentares de cada indivíduo. Sabemos que a tendência atual converge ao aumento do consumo de alimentos super processados, o que deixa o paladar cada vez mesmo sensível ao sabor natural dos alimentos, o que é uma pena.

2.jpg
Fonte: iguiecologia.com

    Continuar lendo “Só uma pitada – Como o sal intensifica sabores”

Publicado em Cotidiano, Química na cozinha

Biomassa: tudo o que você precisa saber!

Olá pessoal, tudo bem?

Vocês já ouviram falar sobre os benefícios de consumir banana verde ou sobre a biomassa? Bom, na verdade o termo biomassa significa a quantidade de matéria orgânica produzida em uma determinada área, e pode ser usada para diversos fins, como para produção de combustíveis, por exemplo. Mas calma, nós vamos focar na área alimentar hoje 🙂

Imagem 1.jpg
Fonte: Pinterest

O astro disso tudo, é o AMIDO RESISTENTE, ele é o componente principal da biomassa (que é aquele creme feito da banana verde cozida, sabe?) ou na farinha de banana verde (que voc”e também pode fazer em casa, basta assar as rodelas de banana em fogo bem baixinho, deixar esfriar e depois bater até virar um pozinho). Mas saiba que a porcentagem de amido resistente na farinha é muito maior do que na biomassa, enquanto a biomassa apresenta cerca de 8%, a farinha esbanja 67%. Porque o processo de preparo influência na quantidade final desse composto. Então fique esperto!

Imagem 2
Fonte: altoastral.com

Imagem 2B
Fonte: Pinterest

Os amidos resistentes nada mais são do que a combinação do amido e seus produtos de degradação que não são absorvidos no intestino delgado, ele é fermentado no intestino grosso, o que gera ácidos graxos de cadeia curta que são importantes para o bem-estar de alguns órgãos. Esse tipo de amido resiste às enzimas digestivas, e por isso não é absorvido no intestino.

Imagem 3.jpg
Fonte: biosom.com

Além disso, ele pode se comportar como as fibras, e por isso compartilha alguns benefícios, como: baixo valor calórico, capacidade de reduzir o teor glicêmico e ainda aumentar o teor de fibras alimentares por se comportar como uma.

Existem 3 tipos desse amido, são eles:

Tipo 1: Amido fisicamente preso dentro da matriz do alimento. É resistente simplesmente porque as enzimas aminolíticas não tem acesso a ele. Esse tipo de amido é afetado pela mastigação e pelo processamento dos alimentos, como a trituração e moagem.

Tipo 2: Amido granular nativo. Sua resistência é dada por sua compactação e estrutura parcialmente cristalina, que pode ser alterada pela gelatinização.

Tipo 3: Resistência adquirida com a retrodegradação, principalmente a amilose. Esse amido pode ser formado através de processos que utilizam alto teor de umidade, cozimento e/ou autoclavagem.

Imagem 4
Fonte: Pinterest

Falamos muito da banana, mas o amido resistente pode ser encontrado em outras fontes:

  1. Aveia (basta deixar a aveia pronta, esfriar por várias horas);
  2. Arroz, macarrão e batata (sempre deixar resfriar);
  3. Grãos integrais;
  4. Leguminosas e feijão (cozidos);
  5. Fécula de batata (usar sem aquecer).

Imagem 5.jpg
Fonte: Pinterest

Prontinho, agora é só se jogar nessas delícias, tem mais uma vantagem, por ter amido, a biomassa pode ser adicionada às preparações para dar corpo e não tem sabor residual, então não vai influenciar no sabor final do prato.

Imagem 6
Fonte: Pinterest

Espero que tenham gostado!

Beijos, até a próxima!

Publicado em Química na cozinha

Claras em neve: como impressionar? (Parte 3)

Olá pessoal!

     Como estamos falando sobre as propriedades das proteínas das claras em neve, no post anterior entendemos melhor sobre como ela se forma e o que acontece nesse processo, se você ainda não viu, corre lá para conferir: https://cellacoser.wordpress.com/2017/03/19/claras-em-neve-como-impressionar-parte-2/. Vamos continuar nessa linha de pensamento, mas vamos aprender a aplicar o conhecimento na prática.

aa
Fonte: Pinterest

Continuar lendo “Claras em neve: como impressionar? (Parte 3)”

Publicado em Química na cozinha

Claras em neve: como impressionar? (Parte 1)

     Quem nunca usou claras em neve em uma preparação? E mais importante, quem nunca parou para pensar no quão maravilhoso é esse “ingrediente” para a culinária? A clara do ovo possui muitas finalidades, desde uso como máscara facial ou para engomar roupas, até a ingestão pelos bombadinhos da academia, na busca por mais massa muscular. Segundo a União Brasileira de Avicultores (UBA) o ovo está presente na dieta alimentar de 99% das famílias brasileiras. E não é para menos, o ovo em si tem uma composição rica em vitaminas, minerais, ácidos graxos e proteínas de excelente valor biológico.

1.jpg
Fonte: refogacaseira.com

 

Continuar lendo “Claras em neve: como impressionar? (Parte 1)”

Publicado em Química na cozinha

Fermentação Láctica!

Olá pessoal!

          Estamos indo para o final da série sobre fermentação, e aí, o que vocês acharam? Hoje vamos falar sobre a Fermentação Láctica, a última da série, cujo produto é o ácido láctico e CO2. É a mais complexa na minha opinião e uma das mais interessantes também! Ficou curioso? Continue comigo!

1
Fonte: Dandavats

Continuar lendo “Fermentação Láctica!”

Publicado em Química na cozinha

Fermento Químico versus Bicarbonato de sódio?!

Olá pessoal!

             Já que estamos falando sobre fermentação há algum tempo, hoje vamos falar sobre uma dúvida que muitas pessoas têm: Qual a diferença entre bicarbonato de sódio e fermento químico? Quando usar um ou outro? Por que algumas receitas pedem os dois?

1
Fonte: ICKFD

             São essas questões que o post de hoje vai esclarecer, se você ficou com a pulga atrás da orelha, ou nunca tinha parado para pensar sobre isso, continue lendo! Tenho certeza que você não vai se arrepender!

93a129576713d7fd4bb3f76144484f10.jpg
Fonte: Pinterest

 

Continuar lendo “Fermento Químico versus Bicarbonato de sódio?!”